Rua Guadalajara, nº 645 - Centro - CEP 87340-000 - Mamborê - PR
|
(44) 3568-8000
|
prefeitura@mambore.pr.gov.br
|

Educação

80% das escolas da rede pública já estão abertas

Terça-feira, 26 de maio de 2015


Ouvir matéria

Nesta segunda-feira (25), cerca de 80% das 2,1 mil escolas da rede pública estadual estão abertas total ou parcialmente no Estado. Fechadas são 352. Além das escolas que funcionam com aulas normalmente ou em parte, com alguns professores trabalhando e outros não, há casos de escolas que estão abertas, mas não há aula porque os alunos não vão ao colégio, devido à greve. 

Em vista desse cenário, a secretária estadual da Educação, professora Ana Seres, orienta os pais de estudantes de todo o Estado a procurarem as escolas e colégios onde seus filhos estudam para se informar da real situação e conversar sobre a volta às aulas. 

“Temos escolas abertas, onde os funcionários comparecem, mas as aulas não estão funcionando totalmente, pois não há estudantes”, explicou Ana Seres. 

SALÁRIO MÉDIO - A secretária destacou que o Estado do Paraná paga R$ 4,7 mil de remuneração média ao professor, valor acima de vários outros estados, incluindo São Paulo. 

Incluído o auxílio-transporte, o Paraná tem uma das melhores remunerações do País também já no início da carreira do educador. Para as 40 horas semanais trabalhadas, os professores recebem R$ 2.473,22 de salário mais R$ 721,48 de auxílio-transporte, totalizando uma remuneração mensal de R$ 3.194,70. O piso nacional para as mesmas 40 horas semanais é de R$ 1.917,78, enquanto a média salarial nacional para professores em início de carreira é de R$ 2.363,38. 

Entre os estados da região Sul, o Paraná igualmente é o que paga os melhores salários para o início de carreira no magistério. No Rio Grande do Sul, quem começa a lecionar recebe R$ 1.260,20 para 40 horas por semana. Em Santa Catarina o salário inicial dos professores catarinenses é de R$ 2.268,50. 

Em São Paulo, o docente começa a carreira com salário de R$ 2.415,89, para 40 horas semanais. No Rio de Janeiro, para a mesma carga horária, o professor recebe R$ 2.948,33 por mês. Na rede estadual de Minas Gerais, por exemplo, os professores com ensino médio e jornada de 40 horas semanais recebem R$ 2.061,68. Esse valor é pago em uma remuneração unificada, que inclui o valor-base do salário e gratificações. No Espírito Santo, a remuneração inicial para os professores é de R$ 1.982. 

OUTROS AVANÇOS – A categoria não teve apenas avanços salariais. Foram contratados 23 mil novos profissionais para a educação nos últimos quatro anos. Somente neste ano, 5.981 novos professores ingressaram na rede estadual. Além disso, a hora-atividade (tempo reservado ao docente para preparar aulas, atividades em geral e corrigir provas e trabalhos) foi ampliada em 75% - um benefício que ficou quase uma década sem melhoria. 

Nenhum estado do país paga 50% de hora-atividade, como reivindica o sindicato que representa a categoria no Estado. E, nos últimos quatro anos, a categoria obteve 60% de elevação salarial acumulada.

Fonte: AEN - Agência de Notícias

 Veja Também